De olho no mercado da recorrência, um dos aplicativos de táxi mais baixados no mundo, o Easy,  investe em clube de assinaturas que oferece descontos para os usuários.

A ideia do clube é entregar um pacote de vantagens para pessoas que usam serviços de taxi regularmente. O Clube Easy oferece aos assinantes descontos fixos em um determinado número de corridas por uma mensalidade inferior ao que ele pagaria só com as corridas.

Os assinantes podem escolher entre três diferentes planos: ouro, prata e bronze. Vamos ver como cada um funciona

Ouro

  • Investimento: R$ 99,99 ao mês
  • Número de corridas com desconto: 30
  • Valor do Desconto por viagem: R$ 6

Somando os descontos, no final do mês o assinante economiza R$ 80 já descontando o valor da assinatura.

Prata:

  • Investimento: R$ 49,99 ao mês
  • Número de corridas com desconto: 20
  • Valor do Desconto por viagem: R$ 5  

Nesse plano, o usuário economiza R$ 50 no final do mês, descontando o valor da assinatura.

Bronze:

  • Investimento: R$ 25 ao mês
  • Número de corridas com desconto: 10
  • Valor do Desconto por viagem: R$ 4

O usuário economiza R$ 15 ao final do mês.

Além dos descontos, o clube de assinatura vai oferecer outras vantagens exclusivas com parceiros do app aos usuários – mas ainda não divulgaram o que será.

Apesar de serem centros urbanos com grande circulação de táxis (só em São Paulo eram mais de 33 mil em 2015, de acordo com a associação das empresas de taxi do município) Rio de Janeiro e São Paulo ainda não vão integrar as cidades atendidas pelo Club Easy.

Por outro lado, o serviço está disponível para 17 outras cidades: Belém, Brasília, Campo Grande, Cuiabá, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Maceió, Manaus, Natal, Palmas, Recife, Salvador, São Luiz, Teresina e Vitória.

A entrada desse mercado na recorrência ilustra ainda mais o quanto a forma de consumo – seja de serviços ou produtos – das pessoas está mudando, o quanto as empresas (de todos os tamanhos) estão olhando para essa transformação e como a economia da recorrência tende a crescer.